Amortização de empréstimo: o que é, como calcular e quais as vantagens?

amortização de empréstimo

Muitos brasileiros têm o costume de recorrer ao empréstimo quando algum imprevisto acontece. Mas, sabemos que ninguém gosta de ficar endividado, não é mesmo? Por isso, assim que o equilíbrio financeiro é restabelecido, muitos buscam por alternativas para quitá-lo rapidamente.

Nesse processo, há quem opte por fazer a amortização de empréstimo, que nada mais é do que o antecipamento das parcelas para reduzir o valor original da dívida. 

Essa alternativa é buscada por quem deseja reduzir os juros pagos nas prestações e, normalmente, é utilizada em empréstimos de longa duração como o financiamento imobiliário. 

Mas até que ponto é vantajoso realizar a amortização de empréstimo? Você sabe em quais situações essa alternativa é indicada? Neste post, você verá:

  • O que é amortização de empréstimo e como é feita?;
  • vale a pena amortizar uma dívida?;
  • Quais alternativas são mais indicadas ao consumidor?.

Se você está no vermelho e ainda não sabe qual é a melhor alternativa de empréstimo para solicitar, quais os riscos e cuidados a tomar nesse momento, confira também este artigo aqui.  

O que é amortização de empréstimo e como é feita?

A amortização de empréstimo é o pagamento antecipado e planejado de uma dívida a fim de quitá-la. Essa opção é muito utilizada por quem recebe um dinheiro extra e quer reduzir os juros das prestações. 

Ela é feita quando uma pessoa resolve adiantar o pagamento das parcelas de um empréstimo com o objetivo de reduzir o tempo do financiamento e, assim, diminuir também os juros.

Muitas vezes, as pessoas optam pela amortização quando mudam de emprego ou ganham promoções no trabalho. Assim, conseguem pagar um valor mensal maior do que havia sido preterminado no contrato inicial.     

No entanto, ainda que pareça ser uma excelente opção para quem está com um dinheiro extra, não necessariamente ele será vantajoso para qualquer pessoa. Isso porque a sua realização envolve custos e, muitas vezes, investir esse dinheiro a mais traria muito mais retorno do que a quitação da dívida.

Quais os tipos de amortização e como simulá-los?

Para saber se vale a pena amortizar um empréstimo, é necessário conhecer as formas possíveis para esse pagamento. Os principais sistemas de amortização são:

  • Tabela SAC: o Sistema de Amortização Constante (Método Hamburguês) é caracterizado por pagamentos mensais decrescentes que embutem uma amortização contínua;
  • Tabela Price: o Sistema de parcelas Fixas (Sistema Francês) consiste no pagamento mensal de parcelas iguais, embutindo uma amortização crescente;
  • Sistema Americano: é aquele em que a pessoa realiza pagamentos mensais equivalentes aos juros, não havendo amortização mensal. Nele, a amortização é total da dívida inicial feita em um único pagamento ao final de um período estipulado (em meses ou anos);
  • Pagamento único: esta opção consiste em um único pagamento que será realizado ao final de um período estipulado que corresponde à amortização total da dívida inicial acrescida dos juros.

Os dois primeiros tipos são os mais utilizados. No entanto, é necessário que a pessoa realize todos os cálculos para determinar se algum é vantajoso para seus negócios.

O cálculo irá depender do sistema de amortização que rege o contrato, além de considerar se a taxa de juros é pré ou pós fixada. Em um exemplo simples, podemos imaginar uma pessoa que ao pagar um empréstimo de R$1.000 (o principal) em 10 parcelas de R$120, em cada parcela, R$100 são para a amortização, e os R$20 restantes vão para o pagamento de juros e encargos.”

Nessa situação, se o consumidor pagar a primeira parcela, o valor amortizado atual será de R$100 e ainda restará R$900 da dívida mais o valor dos juros de cada mês. No segundo mês, o valor amortizado corresponderá a R$200, restando R$800 do valor principal mais o valor total dos juros e assim sucessivamente.

Fórmula simples de amortização:

Amortização = valor da parcela – juro

Amortização = 120 – 20

Amortização = 100

No exemplo, a amortização do empréstimo é simplesmente a quitação mês a mês do crédito tomado. Ela se dá por meio do pagamento de parcelas, que são compostas do valor amortizado no mês mais o valor dos juros.

Entretanto, é possível escolher os tipos de amortização citados acima que irão variar a forma de pagamento de acordo com suas especificações. Todos eles são calculados a partir dos princípios dos juros compostos, os quais incidem sobre o saldo devedor. Para realizar uma simulação mais certeira, você pode utilizar calculadoras online de quitação antecipada, como esta

Em seguida, basta procurar a instituição que cedeu a você o empréstimo e solicitar a amortização do financiamento. Cada instituição financeira possui prazos específicos para dar andamento ao processo, e cabe a você se informar – e cobrar – no momento da amortização.

Vale a pena amortizar uma dívida?

A amortização de empréstimo pode ser uma excelente alternativa para quem quer se livrar de uma dívida rapidamente. No entanto, nem sempre é a melhor opção. Há muitas variáveis a se levar em consideração, como taxa de juros, prazo, valor da dívida, rendimento dos investimentos, inflação e, claro, as necessidades e vontades de cada um.

Portanto, antes de se tomar uma decisão, é fundamental realizar a simulação da amortização e, também considerar algumas questões, como:

  • O que é mais vantajoso para mim, investir meu dinheiro extra ou amortizar minha dívida?;
  • Caso opte pela amortização, compensa mais reduzir o prazo ou o valor da prestação?

A partir disso, será possível determinar qual opção se adequa melhor a realidade de cada um.

Quais alternativas são mais saudáveis para a vida financeira?

Embora a amortização de dívidas seja uma boa opção em algumas situações, é inegável que existam alternativas mais saudáveis para quitar um empréstimo e, enfim, restaurar rapidamente a saúde financeira. 

Confira a seguir algumas alternativas para liquidar de forma mais saudável um empréstimo bancário sem pesar em seu bolso:

Utilizar o décimo terceiro

Reservar o 13º salário para a quitação de empréstimos é uma excelente alternativa. 

Restituição do Imposto de Renda

Muitas pessoas recebem anualmente a restituição do imposto de renda. Portanto, é possível aproveitar e fazer uma quitação antecipada do seu empréstimo.

Utilizar o Xerpay

Com o Xerpay, você tem acesso ao seu salário de forma instantânea, podendo quebrar o ciclo tradicional de pagamento. Ele pode ser considerado uma solução imediata e barata para lidar com a quitação de um empréstimo, ou, até mesmo, para evitar a solicitação de um.

Agora que você já sabe o que é amortização de empréstimo e conhece algumas alternativas para evitá-lo, é importante se lembrar de que dependendo do tipo de sistema de amortização escolhido, o valor dos juros pagos pode ser maior ou menor. Por isso é fundamental analisar cuidadosamente qual é a melhor alternativa para o seu bolso.

 

Ainda tem alguma dúvida sobre como amortizar sua dívida? Deixe seu comentário abaixo. Não se esqueça de também seguir o Xerpay nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn. 

Confira outros artigos que você pode se interessar