Como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa? Confira 6 dicas incríveis!

Como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa

A dúvida que não quer calar em um mundo onde o microempreendedorismo vem crescendo dia a dia é: como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa? 

Já que, empregar a estratégia correta para rentabilizar a sua companhia é o que define se você terá grandes apuros financeiros ou se estará com as finanças em dia, oferecendo condições para fazer o negócio prosperar e se consolidar no mercado.

Afinal, a saúde econômica de qualquer empreendimento vai muito além de saber exatamente com o que se gasta: é fundamental evitar problemas de saída exagerada de dinheiro

Então temos que começar pelo início. Essa afirmação pode parecer óbvia, mas não é. Afinal, ninguém nasce sabendo andar, do mesmo modo muitos pequenos empresários iniciam seus negócios sem saber o que é um fluxo de caixa

Por isso, este artigo foi feito para você poder manter o fluxo de caixa de sua empresa sempre saudável. Para tanto, desdobraremos os seguintes assuntos:

  • O que é fluxo de caixa?
  • Como é feito o fluxo de caixa?
  • Como fazer a conta do fluxo de caixa?
  • Como um fluxo de caixa negativo pode ser melhorado?
  • Como controlar o dinheiro de uma empresa?
  • Qual a importância de não misturar contas físicas e jurídicas?
  • Como fazer a conta do fluxo de caixa?

Ao final da leitura você saberá o que é fluxo de caixa e como ele funciona. Aproveite!

O que é fluxo de caixa?

Fluxo de caixa é uma conta matemática, mas não se assuste! A matemática é amiga de toda empresa bem-sucedida. Esse cálculo em questão está relacionado à subtração do valor total que sai do caixa diante do valor de entrada, ou melhor, o dinheiro que entra em caixa. 

Em outras palavras, o fluxo de caixa é a conta que indica a diferença entre os ganhos e os gastos. Essa diferença nada mais é que o lucro! 

Dessa forma, o acompanhamento das entradas e saídas possibilita visualizar o desempenho do lucro de sua empresa.

Mas, fique atento, pois é necessário realizar o controle do fluxo de caixa periodicamente, analisando não apenas o resultado. É preciso olhar atentamente para o dinheiro que entra. 

Mapeando de onde ele vem e com que frequência entra dinheiro novo em caixa, é possível desenvolver métodos para torná-lo ainda maior e aumentar a periodicidade das entradas.

Além disso, é preciso analisar o dinheiro que sai e mapear os gastos de modo a avaliar qual categoria de despesa pode ser cortada sem dó em um momento de crise. Essa ação abre estratégias de como melhorar o fluxo de caixa negativo.

Como é feito o fluxo de caixa de uma empresa?

O fluxo de caixa de uma empresa é feito com base nos registros de entrada e de saída.

As planilhas devem ser sempre bem organizadas, com informações condizentes com os valores dispostos nas notas fiscais. Uma vírgula fora do lugar na hora de fazer os registros, vai tornar o fluxo de caixa inviável, inviabilizando também o controle do dinheiro da empresa. 

A regularidade com que se faz o cálculo do fluxo de caixa não é definida a partir de uma regra fixa. Isso vai depender do porte de cada empresa e da densidade do fluxo de dinheiro de cada negócio. 

Há empresas que verificam o fluxo de caixa mensalmente, enquanto outras fazem a verificação a cada dois meses e outras reservam a análise do fluxo de caixa para algum evento em específico

É natural que negócios do setor de alimentos, por exemplo, queiram saber se determinada promoção ou período festivo gerou lucros maiores e, para isso, o administrador terá de avaliar o fluxo de caixa especialmente naquele período. 

Entretanto, para que tudo isso possa ser consultado deve existir registros financeiros de todos os ganhos e de todos os gastos. Sem o hábito de registrar é praticamente impossível para o empreendedor conferir se está tendo lucro ou se precisará realizar mudanças. 

Essa é a primeira dica para descobrir como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa, de maneira a mantê-la sempre com um excelente saldo.

Como fazer a conta do fluxo de caixa?

É muito importante saber exatamente como se faz os registros de ganhos e de perdas para, dessa forma, entender o fluxo de caixa.

Contudo, até mesmo os empreendedores mais experientes podem achar um pouco difícil fazer essa conta e é por isso que estamos oferecendo aqui uma maneira bastante simples!

Com este método, ficará muito mais fácil entender como fazer a conta do fluxo de caixa e acompanhar com toda a segurança a saúde financeira do negócio. Veja o que se deve fazer:

  • verifique quanto a sua empresa tem efetivamente em caixa;
  • faça um levantamento de como o dinheiro entra na sua empresa;
  • faça um levantamento dos produtos e serviços com os quais a empresa gasta;
  • verifique a diferença entre o valor de entrada e saída com uma frequência determinada.

Quando a empresa tem colaboradores que lidam com o caixa, torna-se fundamental que eles sejam instruídos a nunca deixar informações desatualizadas. Se isso acontecer, a confiabilidade do registro de caixa fica comprometida e não será possível saber a real situação financeira do negócio. 

Tudo fica mais simples quando as atualizações são realizadas no dia a dia, ou seja, quando se insere diariamente todas as informações sobre o dinheiro que entrou e sobre com o que e quanto foi necessário gastar. 

Seis dicas de como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa

Descobriu que o saldo não está como você gostaria e que será preciso fazer ajustes? Não tem problema: você pode aprender como um fluxo de caixa pode ser melhorado usando atitudes bem simples, mas que precisam ser levadas a sério por todos os envolvidos. 

De fato, não são necessárias receitas complicadas para que a sua empresa termine todos os períodos com o caixa em azul. Normalmente, adaptações corriqueiras fazem uma diferença enorme no lucro que você registra.

Veja alguns exemplos de atitudes que vão ajudar a melhorar o caixa da sua empresa, que serão explicados em mais detalhes em seguida:

  • controle o dinheiro da sua empresa;
  • tenha uma ferramenta digital para facilitar os registros;
  • garanta que os estoques não fiquem cheios.

Pode-se notar que a resposta para como melhorar o fluxo de caixa negativo é relativamente simples: registro, controle e contas de subtração. 

Ainda assim, isso demanda que a empresa adquira certa disciplina, especialmente para não misturar as contas. Para te ajudar, confira abaixo seis dicas e saiba como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa!

1. Controle o dinheiro da sua empresa

Na realidade, aprender como controlar o dinheiro de uma empresa engloba as demais dicas: quando se sabe manter a administração financeira saudável, é pouquíssimo provável que o fluxo de caixa fique no vermelho ou que outros problemas aconteçam. 

Uma das formas de controlar o dinheiro da empresa é não misturar contas físicas e jurídicas e isso é um dos primeiros mandamentos da saúde financeira de qualquer empreendimento. 

Assim, chegamos a nossa segunda dica fundamental:

2. Separe as contas jurídicas e físicas

O grande risco quando se mistura a conta da pessoa física com a da pessoa jurídica é a perda de controle

Infelizmente, é bastante comum que os empreendedores acabem se perdendo naquilo que é de uso da empresa e no que é o seu lucro pessoal e isso impede que se tenha um fluxo de caixa no azul. 

Assim que qualquer empresa é aberta, torna-se indispensável abrir uma conta bancária para a pessoa jurídica e que o dinheiro relacionado ao fluxo de caixa fique apenas nela!

Atualmente, as pessoas jurídicas encontram muitas vantagens nos bancos quando desejam abrir a sua conta empresarial e isso é mais um estímulo para não se misturar às duas categorias de contas. 

3. Tenha uma ferramenta digital para facilitar os registros

Como falado anteriormente, todos os gastos da empresa precisam ser registrados, porque isso dá um panorama confiável de por onde o dinheiro está saindo

Assim, somente com registros detalhados, que permitem controlar o dinheiro da empresa, é que se pode descobrir como melhorar o fluxo de caixa. Afinal, são esses registros que mostrarão onde se deve reduzir as despesas ou como elas podem ser compensadas.

Assim, lá vai mais uma dica:

4. Use a tecnologia a seu favor

Visto que existem muitos programas e aplicativos de gerenciamento financeira hoje em dia, não é difícil para qualquer empresa escolher uma forma de fazer os registros dos ganhos e dos gastos.

Uma boa dica é escolher aquele que tem ‘interface’ mais intuitiva, ou seja, que os funcionários conseguirão utilizar sem a necessidade de lerem extensos tutoriais. 

Além disso, informar-se sobre o suporte técnico dos desenvolvedores e sobre a frequência com que ocorrem problemas na plataforma é um jeito de aumentar a segurança ao escolher uma ferramenta digital para acompanhar seu fluxo de caixa. 

Mais uma dica importante é deixar claro para toda a equipe que nunca se deve deixar as informações financeiras sem atualização, caso contrário, os registros perdem a sua funcionalidade.

Para ajudar com o registro dos gastos com os funcionários, confira o artigo: Como descomplicar a folha de pagamento usando a tecnologia em GP.

5. Garanta que os estoques não fiquem cheios

Os estoques são uma das principais formas de rentabilizar a empresa, seja vendendo para o consumidor final, seja para outras empresas. Por isso, é de extrema importância que eles não fiquem cheios por muito tempo.

Quando o estoque fica cheio significa que o dinheiro que você investiu para a sua confecção ou nos produtos para revenda está parado, sem representar nenhuma categoria de lucro

Sendo assim, é claro que o seu fluxo de caixa estará em prejuízo e isso será verificado na hora que você fizer a sua contabilidade.

Considerando isso, é sempre necessário que você busque formas de manter o seu estoque em circulação. Quanto menos tempo os produtos ficam estocados, mais entradas serão registradas no seu fluxo de caixa como “ganhos”. 

Diante disso, apresentamos nossa última dica para otimizar o seu fluxo de caixa:

6. Mantenha o estoque em movimento

Em suma, se você está aprendendo como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa justamente porque o seu está aquém das expectativas, preste atenção a como está o seu estoque e tome medidas para ele ser escoado o mais rápido possível. 

 

Gostou das dicas?

Agora que você descobriu tudo sobre como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa, não deixe de seguir o Xerpay nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn para ficar ainda mais informado. Aproveite e visite também o nosso blog!

 

Confira outros artigos que você pode se interessar