Gestão de pessoas e home office: como se adaptar?

Gestão de pessoas e home office

Diante dos impactos trazidos pela pandemia do coronavírus, muitas empresas, para não precisarem fechar suas portas, passaram a trabalhar por meio do home office. Essa modalidade de flexibilização permite que os colaboradores continuem executando suas atividades, mas de casa.

O regime de trabalho remoto, embora tenha se popularizado agora, já é uma prática antiga e muito utilizada em diversos locais. Ela pode trazer muitos benefícios para os negócios. No entanto, para se adaptar a ela, é necessário mudar alguns hábitos e criar novas formas de gestão de equipes. 

Portanto, se sua empresa é iniciante no trabalho remoto, pode estar se perguntando: e agora? Como fazer a gestão de pessoas a distância? Para lhe ajudar com estas questões, preparamos este conteúdo com os principais pontos sobre o assunto. 

No post de hoje, você verá:

  • O que é Home Office e quais os benefícios?
  • O panorama do Home Office no Brasil;
  • Como fica a gestão de pessoas no home office?

O que é Home Office e quais os benefícios?

O Home Office, que pode ser traduzido como “escritório em casa”, é a modalidade de trabalho remoto em que o profissional desenvolve suas atividades em seu próprio lar, ou de onde preferir.

Essa prática permite uma maior flexibilização para os colaboradores, o que pode trazer consequências positivas para a sua produtividade e, ao mesmo tempo, reduzir custos para a organização.

Os benefícios não param por aí. Os principais benefícios do Home Office são:

  • Economia com encargos sociais;
  • Vantagens fiscais;
  • Otimização de atividades;
  • Retenção de talentos;
  • Maior produtividade com a redução de interrupções no trabalho;
  • Redução de desperdícios de recursos;
  • Contratação de especialistas e talentos sem a preocupação da distância;
  • Leis trabalhistas mais estruturadas.

Quer saber mais sobre como implementar o home office? Leia também este artigo aqui.

O panorama da pandemia no Brasil

Desde o início da pandemia, milhares de pessoas mudaram sua rotina profissional para cumprir o isolamento social e o home office foi peça-chave para garantir a continuidade de seus trabalhos.

Embora pareça que essa modalidade seja recente, ela vem sendo praticada faz muito tempo. No Brasil, ela foi regulamentada a partir da nova Lei Trabalhista, que entrou em vigor em 2017.

De acordo com a Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise covid-19, o home office foi adotado por 46% das empresas.  O estudo elaborado pela Fundação Instituto de Administração (FIA) coletou, em abril, dados de 139 pequenas, médias e grandes empresas que atuam em todo o Brasil.

No entanto, ainda que a adesão tenha sido grande, a pesquisa mostra que 67% das empresas relatam dificuldades em implementar o sistema de home office. Mas que, apesar das dificuldades, 50% das empresas disseram que a experiência superou as expectativas. Além disso, 29% pretendem manter o home office para pelo menos 50% do quadro ou até todos os funcionários.

Portanto, é crucial que as empresas se preparem para adotar essa modalidade de trabalho de forma integral em sua rotina de trabalho. Para isso, é necessário entender como fazer a gestão de pessoas de forma remota e eficaz. 

Como fica a gestão de pessoas no home office?

No trabalho remoto, é necessário que toda a equipe se adapte a um novo ambiente, com condições distintas das quais estavam acostumados dentro do escritório. 

Portanto, a gestão de pessoas deve considerar todos esses pontos e os possíveis desafios que os seus colaboradores irão enfrentar trabalhando em casa, como distrações de parentes, animais de estimação e a tentação de trabalhar no sofá.

Os gestores devem realizar ações para que seus colaboradores não percam o rendimento e nem desanimem por estarem trabalhando isolados. Por isso, a comunicação torna-se ainda mais indispensável.

Confira a seguir algumas dicas importantes para realizar a gestão de pessoas no home office de forma bem-sucedida:

1. Compreender os desafios do trabalho remoto

Antes de mais nada, para uma efetiva gestão de pessoas no home office, é importante não ignorar os desafios comuns do teletrabalho, como as falhas e gargalos de comunicação, as distrações que temos em casa e a falta de contato face a face com os colegas.

Esses desafios atrapalham as trocas diárias de ideias que os colaboradores teriam entre si, o que pode comprometer a qualidade final de um projeto, por exemplo. 

Portanto, os gestores devem considerar essas questões e criar novas estratégias de comunicação para que haja uma maior integração entre o time.

2. Reforçar a comunicação e ser transparente

Mais do que nunca, a comunicação passa a ser fundamental. O líder precisa ter proximidade com sua equipe mesmo a distância. Para isso, deve manter o contato regular com cada colaborador.

Além disso, é preciso ser transparente sobre a situação da empresa. Para isso, você deve compartilhar as informações disponíveis no momento sobre como a organização está olhando o cenário futuro, próximos passos e medidas que estão sendo tomadas.

3. Alinhar as expectativas

Conversar com os colaboradores para ouvir as expectativas, reclamações e dúvidas que possam surgir é fundamental nesse momento, principalmente para aquelas empresas que adotaram o home office apenas por causa do coronavírus. 

Logo, para uma efetiva gestão de pessoas no home office, o líder deve deixar claro o que a empresa espera de cada um. 

4. Fazer reuniões de alinhamento e feedback regulares 

Outro ponto importante para manter a time alinhada e a comunicação ativa, é a realização de reuniões periódicas com cada um dos colaboradores. Nesse momento, é importante realizar feedbacks e também ouvir o que cada membro da equipe tem a dizer.

Ao saber o que os funcionários estão sentindo e quais as expectativas deles, a gestão de pessoas pode ser feita de forma mais direcionada e assertiva.

5. Utilizar ferramentas de gestão de tarefas

Uma ferramenta necessária para que o trabalho continue sendo executado sem erros no trabalho remoto é a de gestão de tarefas. Por meio da plataforma certa, é possível acompanhar as demandas da equipe, medir a produtividade de cada um e acompanhar os prazos para que nada fique atrasado.

6. Desenvolver uma proposta de Team Building

Team building pode ser traduzido como formação ou consolidação de equipe. É uma série de atividades utilizadas para criar e fortalecer as relações entre pessoas de um mesmo grupo. 

Ela pode ser uma excelente ferramenta no home office, pois tem a capacidade de aproximar os colaboradores e impulsionar a solução de problemas.

Portanto, trace um planejamento que inclua atividades de team building no calendário de sua equipe, tornando-as uma rotina no home office.

7. Motivar e reforçar a relação de confiança

Por último, para que uma empresa tenha sucesso em sua gestão de pessoas no home office, é preciso estabelecer uma boa relação de confiança com a equipe. Ao dedicar tempo para se comunicar melhor, dar feedbacks e ser claro com os seus funcionários, você estará ganhando a confiança de seu time. 

Além disso, é necessário mantê-los motivados por meio das reuniões e feedbacks. A pessoa precisa saber o que está fazendo bem para que possa fazer mais vezes e se sentir motivada.

Por meio de uma gestão de pessoas no home office bem-sucedida, é possível manter a alta performance de sua equipe e, assim, trazer resultados superiores aos negócios. Portanto, invista na comunicação e em ferramentas que permitam um gerenciamento a distância. Desse modo, os líderes não perderão de vista o que seu time está fazendo e poderá mantê-los sempre motivados.

 

Quer receber mais dicas para otimizar o home office de sua empresa? Siga o Xerpay nas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

Confira outros artigos que você pode se interessar