Problemas financeiros no trabalho: saiba como ajudar seus colaboradores a solucioná-los 

Problemas financeiros no trabalho

Você sabia que os problemas financeiros no trabalho podem impactar diretamente no desempenho e na produtividade dos seus colaboradores? 

Uma pesquisa feita pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) revelou que colaboradores com problemas financeiros no trabalho são os que mais faltam, se atrasam ou têm problemas em manter sua produtividade. 

Problemas financeiros são recorrentes entre os brasileiros, mais de 70% das famílias no país estão endividadas, aponta uma pesquisa da Acordo Certo

Nesse cenário, é muito importante que as empresas passem a se preocupar mais com a forma como os seus colaboradores gerenciam o próprio dinheiro. Criando, inclusive, formas de incentivo para que eles não deixem a tensão financeira tomar conta do seu dia a dia. 

Para lhe ajudar a mudar os rumos da sua empresa neste tema, o Xerpay preparou um conteúdo exclusivo sobre quais os impactos dos problemas financeiros no trabalho e como solucioná-los. 

Aqui você vai aprender: 

  • O que é estresse financeiro? 
  • Quais os principais impactos dos problemas financeiros no trabalho?
  • Como solucionar os problemas financeiros no trabalho?
  • Por que ajudar seus colaboradores?  

Boa leitura! 

O que é estresse financeiro?

Antes de entrarmos no tema principal deste artigo precisamos explicar o significado do estresse financeiro. Primeiramente, é importante sabermos o que significa a palavra estresse. No dicionário, a palavra estresse, segundo a medicina, tem por descrição: 

Estado gerado pela percepção de estímulos que provocam excitação emocional e, ao perturbarem a homeostasia, levam o organismo a disparar um processo de adaptação caracterizado pelo aumento da secreção de adrenalina, com várias consequências sistêmicas.

Já o estresse financeiro está interligado, como o próprio nome diz, às questões financeiras. Sejam elas ocasionadas por endividamentos, falta de orçamento familiar, problemas financeiros no trabalho (instabilidade no cargo, baixo salário) e outros.

O estresse financeiro afeta a vida pessoal, gerando problemas físicos e mentais, além de impactar negativamente na vida profissional

Profissionais com estresse financeiro têm queda de produtividade, desempenho e perdem tempo, diariamente, focando nos seus problemas financeiros e não no trabalho.  

No blog do Xerpay você confere mais detalhes sobre o tema no artigo: “Descubra 6 maneiras de reduzir o estresse financeiro na sua empresa”

Quais os principais impactos dos problemas financeiros no trabalho?

Um estudo da The Employer’s Guide to Financial Wellbeing mostrou que problemas financeiros no trabalho podem influenciar diretamente na queda de produtividade dos colaboradores em até 15%.

Mas além da queda de produtividade, os problemas financeiros no trabalho afetam os colaboradores de outras formas. Abaixo você confere alguns dos principais impactos das finanças no desempenho dos empregados. 

Perda de tempo no trabalho

Um estudo da PWC apontou que 49% dos colaboradores reservam 3h da semana para focar nos problemas financeiros no trabalho. São ao menos 20 dias no ano dedicados à resolução dessas questões. 

Isso mostra uma perda de tempo no desempenho de suas atividades. Com isso, é possível dizer que por vários dias o trabalho passa para segundo plano, devido ao peso das suas preocupações financeiras, que o acaba desgastando no dia a dia da empresa. 

Maior número de faltas e atrasos

Outro reflexo dos problemas financeiros no trabalho está no aumento de faltas e atrasos. O pedido de ausência, pelo chamado abono de faltas, para quem é impactado pelas finanças, é de ao menos 35 vezes ao ano, segundo um estudo da FGV

Essas faltas são ocasionadas ou por doenças decorrentes dos problemas financeiros, como estresse e depressão, ou até mesmo porque o colaborador se ausenta para estar presente em audiências, que se referem a negociação da dívida.  

Perda de foco nas tarefas

A pesquisa “Estresse Financeiro dos Brasileiros”, realizada pela Onze, revelou que 35% dos funcionários perdem o foco na execução das suas tarefas quando possuem problemas financeiros no trabalho

Esse cenário se apresenta, pois o colaborador estressado, financeiramente falando, acaba se desmotivando, fica mais ansioso, preocupado e o reflexo disso é a dificuldade em focar no trabalho.

Uma vez que, resolver os problemas financeiros passa a ser prioridade no seu dia a dia.

Queda de produtividade

Como citamos anteriormente, os problemas financeiros no trabalho reduzem em até 15% a produtividade dos colaboradores. Isso é entendível, já que, profissionais endividados costumam ficar emocionalmente desgastados. 

A consequência disso, são profissionais mais irritados, propensos a desentendimentos com os colegas de trabalho, estressados, angustiados e com um sentimento de fracasso pessoal, refletindo, então, na queda da produtividade. 

Estresse diário

54% dos profissionais dizem que o principal motivo do estresse vêm dos problemas financeiros no trabalho, como mostra outro dado da pesquisa da Onze. O reflexo do estresse é um baixo desempenho profissional, atrasos nas tarefas e falta de qualidade no trabalho. 

Além disso, muitos apontam (78%) a incerteza financeira como a grande causa de ansiedade e do estresse, segundo a ISMA-BR (International Stress Management Association no Brasil). 

Quando esse cenário se mantém, com um colaborador estressado diariamente, o desempenho é baixo e os resultados da empresa são afetados. 

Como solucionar os problemas financeiros no trabalho?

Conhecendo os impactos dos problemas financeiros no trabalho é essencial que a empresa se atenha à situação e não fique inativa. A companhia precisa agir com ações concretas para minimizar os impactos negativos das finanças no dia a dia dos seus profissionais. 

Assim, algumas das ações que podem ser aplicadas são: 

Programas de bem-estar financeiro

Uma das ações que a empresa pode adotar para combater os problemas financeiros no trabalho é criar um programa interno que tenha como foco a educação financeira

Muitos dos problemas relacionados ao dinheiro acontecem por conta da má administração do mesmo, e dar dicas para que o colaborador saiba como usá-lo, poupá-lo e investi-lo da forma correta pode ser primordial para mudar esse cenário de estresse financeiro. 

Nesse caso, oferecer possibilidades por meio de cursos, workshops e até mesmo palestras é uma forma de incentivo e até mesmo de ajuda para que os colaboradores passem a se preocupar mais em gerir bem o próprio dinheiro. 

Oferecer um bom pacote de benefícios 

Muitos colaboradores excedem seu orçamento tendo gastos com convênios, transporte, alimentação e cultura. Por isso, empresas que investem em benefícios trabalhistas podem ajudar para que os colaboradores não sofram com o estresse financeiro

Um estudo da Catho mostrou que 40% dos colaboradores apontam o pacote de benefícios como um fator fundamental para aceitarem uma proposta de trabalho

Ou seja, pensar por esse lado pode ajudar não só a empresa a contribuir com o orçamento familiar dos colaboradores, dando apoio a inúmeros gastos, como pode ser fundamental para reter e atrair talentos. 

Ser transparente sobre a empresa 

Em muitas situações a insegurança financeira surge de um clima pesado criado pela própria empresa. 

Muitas companhias acabam ocultando dos seus colaboradores a sua real situação e deixa que o “disse que me disse” dos corredores seja tomado como verdade pelos profissionais. 

O ideal é ser o mais transparente possível com os empregados, deixando sempre a porta aberta para o diálogo e sobre o pensamento da empresa em relação a possíveis cortes, promoções, etc.

Essa empatia com os empregados pode trazer maior tranquilidade em relação aos problemas financeiros no trabalho, já que com essa transparência na relação eles se sentem mais confortáveis, motivados e produtivos, criando um laço de confiança com seus gestores. 

Garantir um salário atrativo 

Um dos principais problemas financeiros no trabalho é consequência de um baixo salário do colaborador. Quando ele ganha pouco tende a ficar mais tenso e preocupado em cumprir com suas obrigações financeiras mensalmente.  Isto é, a tensão financeira está extremamente presente quando o salário não é adequado. 

Por isso, uma das ações para minimizar os problemas financeiros no trabalho é oferecer salários competitivos e justos, conforme cada cargo.  Assim, a empresa consegue ao menos mostrar ao seu colaborador que reconhece o seu trabalho e se preocupa para que ele receba um valor adequado para exercer sua função.

Para levantar esse índice de satisfação salarial, a empresa pode aplicar uma pesquisa interna para que os próprios colaboradores apontem se existem insatisfações em relação ao que eles ganham. 

Outra alternativa são as remunerações variáveis, que podem ser um acréscimo que gratifica os colaboradores por seu desempenho

Salário sob demanda 

Uma boa alternativa para minimizar os impactos do estresse financeiro dentro da empresa pode partir do salário sob demanda, que vem ganhando cada vez mais força no mercado. 

Com o salário sob demanda, o colaborador pode sacar parte da sua remuneração, de forma proporcional, no momento que bem entender, por meio de um sistema totalmente integrado ao sistema de folha da empresa. 

Conforme os dias trabalhados no mês, o colaborador já tem o direito de sacar parte do dinheiro. Segundo o PayActiv Impact Report, 2019, com o salário sob demanda a empresa: 

  • contribui para que 38% dos empregados não atrasem contas ou paguem multas;
  • permite que 31% dos colaboradores não recorram ao cheque especial ou paguem juros;
  • evita que 22% dos profissionais precisem pedir empréstimo; 

Além disso, com o salário sob demanda, segundo a mesma pesquisa, as chances de retenção de talentos aumenta em 30%. Além do mais, 81% dos empregados afirmam que esse benefício aumenta a chance deles permanecerem no trabalho que estão

Por que ajudar seus colaboradores?

Agora que você conhece os impactos dos problemas financeiros no trabalho e quais ações sua empresa deve tomar para mudar esse cenário, vamos citar qual o reflexo desse investimento em ações de bem-estar financeiro. 

Abaixo você confere os principais benefícios que uma empresa que adota ações para que o colaborador consiga gerir melhor seu dinheiro pode ter no dia a dia: 

  • redução de faltas;
  • diminuição dos índices de rotatividade e absenteísmo; 
  • maior qualidade na execução das tarefas; 
  • aumento da produtividade; 
  • minimiza as chances de conflitos e melhora o clima organizacional; 
  • potencializa o engajamento e o bem-estar dos colaboradores
  • reduz o estresse financeiro.

Com tantos benefícios, apostar em medidas que auxiliem os colaboradores com suas finanças, pode ser uma ótima opção para a retenção de talentos e o aumento da produtividade do seu negócio! 

Salário sob demanda: o seu dinheiro para evitar problemas financeiros

Agora que você sabe como evitar problemas financeiros no trabalho, é importante conseguir utilizar seu salário da melhor maneira. E com benefícios estratégicos, sua empresa pode ajudá-lo nessa missão.

Conheça a ferramenta Xerpay e saiba como funciona o sistema que implementa o pagamento sob demanda, ou seja, os colaboradores de uma empresa podem antecipar parte de seus salários quando precisarem.

Essa ferramenta está mudando a forma como os funcionários lidam com o seu salário e gerando mais satisfação e motivação no trabalho.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa. Fale com um especialista e conheça mais!

 

Entendeu a importância de se preocupar com os problemas financeiros no trabalho dos seus colaboradores? Aproveite para compartilhar esse conteúdo nas suas redes sociais.

Confira outros artigos que você pode se interessar