Proteção financeira familiar: o que é e qual sua importância?

Proteção financeira familiar

Se a renda da sua família sofresse um impacto inesperado você conseguiria pagar as contas sem problemas? Muitos responderiam não, já que não se planejam para imprevistos. Para situações assim o ideal é contar com uma proteção financeira familiar. 

Uma pesquisa realizada pela Anbima mostrou que 56% dos brasileiros não poupam dinheiro para usar em situações inesperadas e sequer tem uma reserva para quando se aposentarem

Apenas 21% afirmam ter um planejamento financeiro para encarar a aposentadoria tranquilamente no futuro. A verdade é que quem não se planeja vive no vermelho ou no limite de gastos todos os meses.

Entretanto, é possível garantir uma segurança por meio da proteção financeira familiar, não só para esse período de aposentadoria citado, mas também caso surja algo que possa comprometer o orçamento doméstico. 

Mas você sabe por onde começar e como colocar em prática no seu orçamento a proteção financeira familiar? Para te ajudar neste sentido vamos abordar neste artigo:

  • O que é proteção financeira familiar?
  • Como funciona a proteção financeira?
  • Qual a importância da proteção financeira e familiar?
  • Quais os riscos podem ser prevenidos?
  • Dicas para desenvolver a proteção financeira familiar
  • Tipos de proteção financeira familiar

Boa leitura 

O que é proteção financeira familiar?

Trata-se de uma renda extra, um apoio, um suporte financeiro caso você e seus familiares tenham algum tipo de imprevisto financeiro que poderia comprometer a renda da família.

Ela serve comumente de apoio para sustentar a aposentadoria, mas não é utilizada apenas nesse caso, já que funciona também como uma segurança em caso de gastos inesperados em função do tratamento de doenças, acidentes ou qualquer circunstância capaz de prejudicar o orçamento familiar.  

Uma pesquisa realizada pela FenaPrevi Ipsos revelou que 35% dos brasileiros contam com algum tipo de proteção financeira familiar. No top 3 aparecem: seguro funeral (11%), seguro por morte (8%) e seguros em casos de invalidez ou acidentes pessoais (4%).

Como funciona essa proteção financeira?

A proteção financeira familiar funciona como uma reserva financeira, onde determinada pessoa contrata uma empresa, pagando um valor mensal a ela, e ela se torna responsável por reservar um valor para cobrir gastos referentes à determinada situação.

Por exemplo, se um familiar faleceu e era o provedor de renda da família, caso ele possua uma proteção financeira familiar, o cônjuge, filhos e dependentes não ficarão desamparados. 

Se a pessoa estiver habilitada pelo segurado, poderá solicitar o pagamento do valor previsto na proteção contratada, que irá garantir o sustento e uma tranquilidade maior para que a família consiga se reorganizar após a perda. 

Qual a importância da proteção financeira e familiar?

Esse tipo de proteção é importante principalmente para manter a segurança financeira da família. Uma vez que, independentemente de qualquer imprevisto, o orçamento familiar não será comprometido. 

A proteção financeira familiar pode ser importante para: 

Proteger a família contra imprevistos 

Existe um ditado que diz “ninguém sabe o dia de amanhã” e de fato isso é verdade, até por isso é importante se prevenir para que os imprevistos não possam comprometer a saúde financeira da família. 

A proteção financeira familiar funciona como uma reserva de emergência para suprir essas situações inesperadas.  

Suporte financeiro familiar

A proteção financeira pode ser um suporte também para que a família consiga se reerguer, seja em função da morte de um familiar, invalidez do mesmo ou para pagar tratamentos médicos, em caso de doença grave. 

Assim a família tem maior facilidade para agir rapidamente, de forma estratégica, sem implicar negativamente nas finanças da família.  

Quais os riscos podem ser prevenidos

A proteção financeira familiar pode prevenir a família de diversos riscos. Três situações corriqueiras aparecem em destaque e podem ser prevenidas. Confira abaixo quais são elas:

Aposentadoria sem dinheiro

A falta de planejamento familiar pode ser um problema no futuro, na aposentadoria. Por isso, a proteção financeira familiar funciona para manter um padrão de vida ao segurado e também para que a família dele não tenha muito da sua renda comprometida quando ele se aposentar pela previdência. 

Optando por uma previdência complementar, dentro dessa ideia de proteção financeira familiar,  é possível manter o mesmo padrão de vida de quando esse familiar estava trabalhando e recebendo seu salário integralmente. 

Falta de dinheiro para o sustento da família

A principal função da proteção financeira familiar é manter seguro o sustento do segurado e também dos familiares e dependentes dele em qualquer situação. Isso quer dizer que o seguro, dependendo das cláusulas, pode cobrir diversos problemas pelo qual a família possa passar. 

Problemas financeiros em caso de morte de um familiar

Uma das opções mais utilizadas no quesito proteção financeira familiar é o seguro de vida, com ele os beneficiários que são indicados na assinatura do contrato pelo segurado têm direito a receber um valor para que não fiquem desamparados, financeiramente falando, com a morte, muitas vezes, de quem é mantenedor da família.

Gastos com tratamento médico 

A proteção financeira familiar pode ser importante também para ser a tranquilidade financeira em afastamentos temporários ou suporte para arcar com gastos relacionados a tratamentos médicos inesperados e outros. 

Com isso a subsistência de familiares e dependentes pode ser mantida ou ao menos assegurada por um período. Seja para cobrir futuramente o estudo dos filhos ou bancar financiamentos (ímóvel, carro) 

Dicas para desenvolver a proteção financeira familiar

Sabendo agora da importância que a proteção financeira familiar pode ter na rotina da família, vamos a algumas dicas que podem ajudar a desenvolver essa cultura, que pode ser importante para manter a tranquilidade e segurança financeira de familiares e dependentes. 

Conheça os gastos da família

O acerto no controle da proteção financeira familiar está no conhecimento dos gastos da família. Isso porque é a partir daí que será possível determinar de quanto você precisaria se hoje ocorresse um imprevisto no orçamento

Essa simulação de gastos e o controle sobre o próprio orçamento é importante inclusive para a contratação de um seguro, para definir o que é prioridade, e para assegurar uma aposentadoria tranquila. 

Projete o futuro 

Quais os planos e objetivos da sua família? Uma dica para desenvolver a cultura de proteção financeira familiar corretamente é ter com clareza as despesas futuras que se pode mensurar. Como os estudos dos filhos, a compra de uma casa, de um carro e outros. 

Ter todos esses detalhes na ponta do lápis são essenciais para um planejamento prévio do que está previsto dentro dos objetivos familiares, sem que esses gastos projetados surjam como surpresas quando começarem a fazer parte dos custos da família. 

Organize tudo em família 

Como sugere o próprio nome sugere, a proteção familiar financeira é um bem de todos os envolvidos. Isso quer dizer que para desenvolver a proteção financeira familiar todos da casa precisam participar desse planejamento. 

Afinal, em um momento ou outro, se necessário todos irão usufruir dos benefícios da proteção financeira familiar. Seja ativando um seguro de vida, seguro por invalidez, afastamento ou outra situação. 

É importante, portanto, que todos tenham conhecimento sobre custos de vida, corte de gastos, metas para o futuro da família, etc. 

Fuja das dívidas

72,9% das famílias no país estão endividadas, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic). A cada quatro brasileiros, apenas um consegue pagar as dívidas no prazo. 

Um dos grandes inimigos para desenvolver a proteção financeira familiar são as dívidas. Quem se endivida vive no vermelho e não consegue poupar, fazer planos ou proteger o patrimônio, que dá segurança à família.

Portanto, uma dica para criar uma cultura de economia é evitar fazer contas que ultrapassam o limite do orçamento familiar. 

Isso significa ficar bem longe do cartão de crédito, optando sempre que possível por compras no débito, evitar gastos desnecessários e priorizar o que é essencial para manter a saúde financeira e o bem-estar físico da família. 

Tipos de proteção financeira familiar

Tudo que se relaciona a poupar dinheiro ou resguardá-lo para imprevistos pode se encaixar perfeitamente como uma forma de proteção financeira familiar. Já que o principal objetivo dessa cultura é conseguir uma segurança das finanças em qualquer situação inesperada, repentina ou para o futuro, como na aposentadoria. 

Alguns tipo de proteção financeira familiar que podem ser destacadas no mercado são: 

  • poupança; 
  • seguros (vida, invalidez, acidentes, proteção financeira); 
  • investimentos (bolsa, fundos e outros); 
  • previdência privada (apoio à aposentadoria). 

Salário sob demanda: o seu dinheiro para não usar o dinheiro do banco

Agora que você sabe da importância de se planejar para o futuro, cuidando bem do seu dinheiro para ter segurança financeira, que tal começar a fazer isso utilizando o seu salário da melhor maneira? Com benefícios estratégicos, sua empresa pode ajudar os colaboradores nessa missão.

Conheça a ferramenta Xerpay e saiba como funciona o sistema que implementa o pagamento sob demanda, ou seja, os colaboradores de uma empresa podem antecipar parte de seus salários quando precisarem.

Essa ferramenta está mudando a forma como os funcionários lidam com o seu salário e gerando mais satisfação e motivação no trabalho.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa. Fale com um especialista e conheça mais! Aproveite e siga o Xerpay nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn!

 

Confira outros artigos que você pode se interessar