Proteção financeira: saiba o que é e como ela funciona

Proteção financeira

Um erro bastante comum dos brasileiros é a falta de planejamento seja do ponto de vista profissional ou pessoal. A maioria da população não dedica esforços para ter uma proteção financeira para possíveis imprevistos no futuro. 

Já parou para pensar o que pode acontecer se você ficar impossibilitado de trabalhar por algum período? É por situações hipotéticas como essa que a proteção financeira deveria ser uma das prioridades de cada indivíduo. Entretanto, planejar o futuro das finanças ainda não faz parte da rotina dos brasileiros. 

O cenário até está mudando, a previdência privada, por exemplo, ganhou força apenas após a reforma da previdência, aprovada em 2019, que aumentou o prazo para garantir a aposentadoria. Só em 2021, houve um aumento de 42%, segundo o portal UOL

Porém, a proteção financeira vai muito além do que planejar o futuro após o período ativo, ou seja, a aposentadoria. Ela pode proteger, por exemplo, um financiamento que você realizou, a fim de preservar o bem adquirido. 

Para explicar melhor sobre o tema, este artigo responderá às seguintes questões:

  • O que é proteção financeira?
  • Como funciona a proteção financeira?
  • Como acionar o seguro proteção financeira?
  • Para que serve a proteção financeira?
  • Proteção financeira: quais riscos podem ser prevenidos? 
  • Como cancelar proteção financeira?

Então, vamos lá!

O que é proteção financeira?

Proteção financeira é uma forma de planejar as finanças em casos de perda não programada de renda, ou seja, se prevenir caso a renda mensal da família seja prejudicada. 

Dentro desse panorama, algumas instituições criaram uma opção de seguro de proteção financeira para garantir uma renda extra, caso haja um imprevisto que comprometa a renda. 

Neste caso, o segurado receberá uma quantia em dinheiro para quitar as dívidas ou as contas daquele período. Esse tipo de serviço pode ser contratado por qualquer cidadão, não importando se a pessoa possui um emprego de carteira assinada ou atua como autônoma. 

Como funciona a proteção financeira?

De maneira geral, a proteção financeira é um conceito que precisa ser aprendido pelo cidadão brasileiro. A ideia de se planejar financeiramente é o primeiro passo para que problemas relacionados a dinheiro não acometam as famílias. 

Neste artigo do nosso blog, falamos um pouco mais sobre a importância do planejamento financeiro familiar.

O seguro proteção financeira, por exemplo, funciona como uma espécie de plano de contingência se houver perda da renda principal e se assemelha com um seguro de vida.

Mensalmente, o contratante pagará um valor para a instituição escolhida, que será responsável por criar uma reserva financeira para o usuário.  

Atualmente, existem planos nestes formatos com parcelas mínimas a partir de R$25,00, ou seja, bem acessíveis. Se houver necessidade, basta solicitar a ativação do pagamento do benefício que dará o suporte financeiro contratado inicialmente. 

Esses tipos de seguro existem, inclusive, para proteger linhas de crédito como financiamento de veículos ou imóveis. 

Como acionar o seguro proteção financeira?

O seguro proteção financeira pode ser acionado em diversas situações diferentes, sendo as principais delas: incapacidade de exercer as atividades laborais por acidentes ou tratamentos de doenças que exijam o afastamento do profissional. 

A famosa aposentadoria também é contemplada nesse modelo de seguro. Neste caso, após um período de contribuição, o beneficiário passa a ter direito ao pagamento do valor acordado em contrato ou prêmio, como costuma ser chamado neste tipo de investimento

Geralmente, existe um período de carência na contratação do seguro proteção financeira, sendo assim, o segurado só poderá solicitar os valores após um tempo mínimo de pagamento de parcelas. Cada instituição terá um tempo de carência diferente. 

Se já tiver cumprido o prazo, o segurado pode entrar em contato com a empresa contratada e solicitar o recebimento do valor do seguro.

Para que serve a proteção financeira?

A proteção financeira tem o objetivo de oferecer segurança ao contratante caso qualquer imprevisto acometa a renda familiar, como acidentes, demissão do emprego, doenças graves e até óbitos. 

A ideia é que o segurado consiga arcar com as dívidas mesmo que perca sua principal fonte de renda com o valor que receberá da instituição. 

Proteção financeira: quais riscos podem ser prevenidos?

Não contar com uma proteção financeira pode acarretar muitos problemas para as famílias. Os riscos de perdas são diversos, inclusive, de patrimônio. Abaixo, elencamos alguns exemplos:

Ausência de reserva financeira

O primeiro ponto negativo da falta de planejamento financeiro é a ausência de uma reserva para emergências, como uma despesa extra com medicamentos, procedimentos cirúrgicos, entre outros. 

Impacto nas atividades rotineiras

Perder a renda repentinamente e não ter uma proteção financeira impacta diretamente na rotina familiar, pois alguns gastos precisarão ser cortados. Normalmente, os ajustes são feitos nas atividades de lazer: academia, passeios, cursos extracurriculares, entre outros. 

Perda de bens

Esse é um dos principais riscos de não fazer proteção financeira. Se a pessoa não possuir uma reserva ou um seguro para repor a renda perdida, é comum optar por vender bens como carros e imóveis para arcar com as dívidas. 

Por todos esses riscos prevenidos, fica evidente as vantagens da proteção financeira para as famílias.

Como cancelar proteção financeira?

O cancelamento do seguro proteção financeira costuma ser permitido em todas as instituições financeiras que oferecem o investimento. 

De qualquer forma, existe a possibilidade de solicitar o cancelamento e suspender o pagamento das parcelas. No caso dos seguros voltados aos financiamentos, normalmente, o contrato tem vigência enquanto durar o parcelamento da linha de crédito. 

Se o segurado não precisar do suporte durante o financiamento, em algumas empresas que concedem o investimento, o dinheiro não será reembolsado. 

Como você pôde perceber, a proteção financeira fornece uma segurança maior quanto às suas finanças e sobre os possíveis imprevistos e desafios que você possa enfrentar. 

Seja qual for a modalidade: seguro de vida, proteção de créditos em financiamento ou outros, é essencial pensar a longo prazo.

Dinheiro com segurança e custo baixo: o brasileiro não abre mão

Ter dinheiro disponível na conta é uma forma de conseguir equilibrar o uso do crédito ou débito e qual a melhor forma de pagamento.

Mas nem sempre o saldo está positivo ou com folga para fazer essa opção, não é mesmo? Para solucionar essa questão, as empresas podem apoiar esses colaboradores.

Conheça a ferramenta Xerpay e saiba como funciona o sistema que implementa o pagamento sob demanda, ou seja, os colaboradores de uma empresa podem antecipar parte de seus salários quando precisarem.

Essa ferramenta está mudando a forma como os funcionários lidam com o seu salário e gerando mais satisfação e motivação no trabalho.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa. Fale com um especialista e conheça mais!


Gostou deste conteúdo? Então, acompanhe o Xerpay nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn  e fique por dentro de todas as novidades!

 

Confira outros artigos que você pode se interessar