Seguro de vida para funcionários: como funciona e as vantagens de contratar

seguro-de-vida-para-funcionarios

O seguro de vida para funcionários é uma modalidade de seguro de vida em grupo para empresários e colaboradores de uma companhia. O objetivo é proteger o capital humano da organização.

O seguro de vida agrega muito valor na hora de um profissional escolher fazer parte de uma organização. Esse benefício garante que a pessoa e sua família estejam protegidos financeiramente caso algo aconteça e interrompa a vida ou incapacite o trabalhador de continuar exercendo suas funções.

Continue a leitura e entenda como funciona o seguro de vida para funcionários.

Por que contratar um seguro de vida para funcionários?

Para que um colaborador fique satisfeito em seu ambiente de trabalho, é necessário que ele se sinta bem e seguro.

Para isso, é preciso que o local seja confortável, agradável e propício para a execução de suas tarefas. Entretanto, mais do que oferecer um ambiente favorável, é fundamental que o trabalhador se sinta amparado pela empresa.

É fundamental desenvolver a valorização do capital humano da empresa. O seguro de vida para funcionários não deve ser oferecido sozinho, pois quando acompanhado de outros benefícios como planos de saúde e previdência, costumam ser mais bem vistos pelos colaboradores.

Os pacotes de benefícios têm um papel fundamental nessa tarefa. Por meio deles, uma corporação consegue manter sua equipe mais produtiva e motivada e, assim, ser capaz de aumentar o faturamento e expandir os negócios.

O seguro de vida é essencial para se montar um pacote completo e um diferencial para que o funcionário não considere procurar outras opções de trabalho.

Devido a sua importância, as empresas estão incorporando cada vez mais o seguro de vida para funcionários em seu pacote de benefícios.

Isso pode acontecer por escolha da própria organização ou por causa de acordos ou convenção coletiva de trabalho. Em alguns casos ainda é obrigatório e assegurado por leis ou regras sindicais, portanto, deve fazer parte da política de recursos humanos.

O seguro de vida para funcionários pode abranger em sua cobertura colaboradores como sócios, executivos, estagiários e até terceirizados.

Portanto, é necessário que a empresa esteja por dentro do assunto e entenda todas as vantagens que esse benefício pode trazer para os negócios.

Como funciona o seguro de vida para funcionários?

O setor de RH deve analisar atentamente todos os requisitos na hora de implementar o seguro de vida para funcionários que a empresa irá oferecer aos empregados.

Isso para que este benefício possa atender às reais necessidades da atividade exercida por eles, não se transformando em um contratempo quando for realmente acionado.

As seguradoras possuem diversos tipos de coberturas para seguros de vida empresariais com algumas diferenças entre elas.

É possível contratar uma cobertura básica para casos de morte, invalidez por doença ou por acidente. Também é possível contratar um plano que cubra:

  • doenças graves;
  • despesas médicas;
  • diárias por internação hospitalar ou por incapacidade, entre outros.

Portanto, para não realizar uma contratação errada, a empresa deve conhecer as necessidades de seus colaboradores e compreender quais os tipos de riscos que eles realmente estão expostos. Apenas dessa forma, é possível selecionar o seguro de vida para funcionários adequado.

É responsabilidade do RH buscar um corretor de seguros especialista ou uma seguradora para ajudar na pesquisa das melhores opções e, assim, auxiliá-lo nessa decisão.

O benefício pode ir muito além da conhecida indenização recebida pelos dependentes do funcionário em caso de falecimento. Um pacote completo oferecido pelas seguradoras pode incluir:

Pacote completo

  • Assistência emergencial: essencial para colaboradores que realizam viagem nacional ou internacional a trabalho;
  • Despesas médico-odontológicas: podem ser utilizadas em caso de acidentes com o segurado;
  • Prêmio em vida adiantado: em situações que o colaborador desenvolva doenças crônicas ou terminais, é possível antecipar o valor da indenização ainda em vida;
  • Incapacidade temporária por acidente: quando o colaborador sofre algum acidente e fica afastado do trabalho temporariamente, poderá receber uma renda diária;
  • Assistência funeral: esse serviço auxilia a família do colaborador com as questões burocráticas e custos do funeral em caso de falecimento.

Quando o RH está procurando as opções possíveis para conceder o seguro de vida para funcionários, é necessário determinar quais colaboradores vão recebê-lo e qual o tipo de cobertura que será oferecida.

Após tomar essas decisões, é necessário buscar por uma seguradora ou corretor de seguros que possa garantir que o plano escolhido seja bem administrado.

Quais as vantagens do seguro de vida?

O seguro de vida para funcionários apresenta diversas vantagens, tanto para a empresa quanto para os funcionários.

O benefício oferece mais tranquilidade e confiança aos funcionários e seus familiares, o que  favorece diretamente a empresa que passa a contar com colaboradores mais produtivos.

Além disso, adquirir um seguro de vida para funcionários proporciona outras vantagens como:

  • pode ser considerado um fator motivacional muito forte para os colaboradores e seus familiares que usufruem de um benefício social;
  • auxilia na retenção de funcionários e na menor rotatividade, o que influencia na qualidade do serviço e na redução de gastos com demissões e novas contratações;
  • antecipa e previne problemas, o que reduz custos financeiros para a empresa;
  • é um benefício diferencial para a empresa se manter à frente de suas concorrentes no mercado de trabalho;
  • garante vantagens fiscais para o pagamento do imposto de renda da corporação.

Quais funcionários recebem o seguro?

Esta é uma decisão essencial para se planejar os detalhes do seguro de vida para funcionários. O RH deve saber se será possível oferecer o seguro de vida para todos ou apenas para um grupo específico.

Algumas seguradoras não cobrem grupos pequenos (menos de dez pessoas), mas também oferecem melhores formas de pagamento conforme o número de colaboradores cobertos aumenta.

Além da questão financeira, o RH deve considerar fatores como gênero, média de idade dos colaboradores, salários e ocupações para se tomar a decisão.

Entretanto, outros fatores ainda são determinantes. Além de considerar quem estará coberto pelo seguro de vida, é importante levar em conta as condições do contrato do funcionário. Os fatores podem variar como o prazo de vigência, capitais segurados, idade e outros.

Assim, as situações de incapacidade (auxílio doença), acidentes ou morte, em que o segurado ou a família recebe cobertura, também devem ser definidas por meio do contrato.

Outro ponto importante na decisão é o valor do seguro, que nem sempre é o mesmo. Todos os funcionários podem ter direito a um mesmo valor ou a empresa pode dividir o capital contratado entre o número de pessoas.

Entretanto, as organizações costumam basear o valor no salário anual de cada funcionário.

Como adquirir um plano coletivo de seguro de vida para funcionários?

seguro-vida-para-funcionarios-clt

Para os pacotes coletivos, normalmente, os termos dos benefícios são fáceis de o RH administrar. A seguradora fornece um formulário para que a empresa inscreva seus funcionários e, depois, cada funcionário ganha uma cópia do contrato para receber o seguro.

Normalmente, esse plano cobre o funcionário durante o tempo em que ele trabalha na empresa. Quando deixa a função, perde o benefício, mas, em alguns casos, é possível converter o seguro de vida empresarial em política individual.

Essa modalidade segue o regime financeiro de repartição, ou seja, as provisões são formadas pelo conjunto de segurados de uma companhia.

Assim, todos os recursos pagos pela seguradora em um determinado período de tempo, destinam-se à quitação de despesas e indenizações necessárias que acontecerem durante esse mesmo espaço de tempo.

Por isso, é fundamental que o contrato estabelecido entre a corporação e a seguradora seja extremamente claro quanto às situações de indenização dos funcionários.

Cada colaborador contratado pela companhia passa a ser segurado e entra em uma apólice já existente do seguro de vida em grupo, mediante uma proposta de adesão.

Qual a diferença entre o seguro individual e o empresarial?

A principal diferença entre seguro de vida para funcionários e o seguro de vida individual é a forma com que ele é contratado.

Quando o seguro é individual, existe a possibilidade de cobrir qualquer pessoa com idade entre 18 e 65 anos que deseja uma garantia financeira para seus dependentes. Nesse caso, as questões de pagamento, vigência e serviços oferecidos são escolhidos exclusivamente pelo segurado.

Enquanto isso, os pacotes de seguro coletivo são contratados por uma empresa para serem oferecidos a seus funcionários. Nessa situação, quem fica responsável por determinar os serviços do contrato, incluindo pagamento, vigência e situações cobertas é a própria empresa.

Assim, o funcionário é beneficiado com os serviços definidos por sua empresa. O empregado pode sim incluir seus familiares e/ou dependentes nessa modalidade, entretanto, não é possível mudar as características já estabelecidas.

No seguro coletivo não há a possibilidade de negociações isoladas. Por isso, muitos funcionários optam por fazer um seguro de vida individual, além do já oferecido em seu trabalho.

Nesses casos, cabe a ele avaliar se a indenização coberta pelo seguro da sua empresa será suficiente para amparar seus familiares e dependentes em caso de invalidez ou morte.

Pagamento do seguro de vida para funcionários

O seguro de vida para funcionários pode ser realizado de três formas:

  1. Plano “totalmente contributário”: os funcionários segurados são responsáveis pelo custeio integral do plano, mas com preço reduzido por se tratar de um serviço coletivo;
  2. Plano “não contributário”: o seguro faz parte dos benefícios do cargo dos colaboradores, assim a empresa é responsável por realizar o pagamento total do serviço;
  3. Plano “contributário”: o funcionário paga uma parte do seguro junto à empresa e o valor é descontado da folha de pagamento.

Todo novo funcionário da empresa deve conhecer as modalidades de seguro de vida oferecido, suas formas de pagamento e cobertura. O RH deve estar preparado para informar a todos sobre a cobertura desse serviço.

Quanto custa um seguro de vida para funcionário?

O valor de seguro de vida para funcionários varia de acordo com o plano e o tipo de cobertura que a empresa deseja (e pode arcar financeiramente) para seus funcionários. Para conseguir uma boa proposta, é preciso definir as características essenciais e, em seguida, contatar seguradas para obter propostas e compará-las.

Como receber seguro de vida da empresa?

Quando o motivo desencadeador do seguro de vida para funcionários (chamado também de sinistro) acontece, é necessário entrar em contato com a seguradora da empresa. Geralmente, é pedida a documentação do beneficiário.  Em caso de falecimento do titular, por exemplo, o(s) beneficiário(s) tem um prazo de 3 anos para fazer o acionamento.

O que a CLT diz sobre seguro de vida?

O seguro de vida para funcionários não é uma obrigação prevista na lei da CLT. Dessa forma, ele entra no pacote de benefícios que a empresa oferece. Assim, é o dono do negócio junto com o departamento de RH e o setor financeiro que definem a contratação do tipo de seguro de vida a ser oferecido.

Melhore a sua empresa cuidando da saúde financeira dos colaboradores

Devido a todas as questões que envolvem a questão do seguro de vida para funcionários, cada vez mais empresas estão implementando-o.

Considere você também oferecer esse benefício. Ele garante a segurança de seus funcionários e ainda pode proporcionar um excelente custo-benefício para os negócios.

Sua empresa já oferece seguro de vida para funcionários? Que tal melhorar ainda mais o pacote de benefícios?

Conheça a ferramenta Xerpay e saiba como funciona o sistema que implementa o pagamento sob demanda, ou seja, os colaboradores de uma empresa podem antecipar parte de seus salários quando precisarem.

Essa ferramenta está mudando a forma como os funcionários lidam com o seu salário e gerando mais satisfação e motivação no trabalho.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa. Fale com um especialista e conheça mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar