Vagas de emprego: como realizar processos seletivos eficientes em 2021? 

vagas de emprego

A Covid-19 impactou o mundo de uma forma geral em 2020. Empresas precisaram se reinventar, num universo completamente digital, para manter suas portas abertas e muitos processos foram modificados, como as divulgações de vagas de emprego e o recrutamento.

Mas que essa mudança “obrigatória” de rotina tenha ocorrido no ano passado, em função da pandemia, deve impactar também o ano de 2021. Afinal, muitas cidades ainda vivenciam a quarentena e as organizações precisam se adaptar com estratégias que atendam às novas demandas. 

Segundo uma pesquisa do Linkedin, no âmbito de recrutamento e seleção, mais de 81% dos recrutadores acreditam que o recrutamento virtual vai continuar mesmo após a pandemia. O reflexo disso é no custo e na economia de tempo no processo de seleção.  

Mas como é possível se adaptar a essa nova realidade sem perder qualidade no recrutamento? Neste artigo vamos falar sobre: 

  • Como se organizar para realizar contratações na pandemia?;
  • Quais as principais estratégias que as empresas têm adotado?; 
  • Qual o melhor formato de entrevista na pandemia?; 
  • Como aproveitar a diversidade nas contratações?

Quer começar 2021 com o pé direito e colocar sua empresa dentro das principais estratégias e tendências de divulgação de vagas de emprego e recrutamento para esse novo ano? É só seguir em frente neste artigo e conferir nossas dicas. 

Como se organizar para realizar contratações na pandemia?

Antes da pandemia já era comum que muitas empresas divulgassem suas vagas de emprego on-line, em sites de recrutamento e redes sociais

Contudo, com a pandemia esse caminho foi além, pois, mais do que os anúncios de vagas de emprego, o recrutamento em si passou a ser quase que 100% virtual. 

Dados do Linkedin mostraram que 70% dos recrutadores já apontam o recrutamento virtual como um novo padrão do mercado. Entrevistas por vídeo e avaliações remotas se tornaram uma tendência dentro dos RHs. 

Porém, é um grande desafio estar pronto para essa nova realidade. Cada dia mais as empresas precisam se planejar para esse ambiente completamente virtual. 

Refinando os processos e sistemas para que o recrutamento possa ser efetivo. Isso quer dizer que é essencial optar por um recrutamento inteligente. 

Apostando em inteligência artificial (IA) para otimizar as seleções, utilizando as redes para divulgar as vagas de emprego, investindo em anúncios e segmentando as vagas de emprego por palavras-chave, localização, descrição das tarefas e etc. 

Quais as principais estratégias que as empresas têm adotado?

Para não ficar para trás nessa nova rotina de divulgação de vagas de emprego e de recrutamento, as empresas precisam adotar novas estratégias. Já que para contratar os melhores talentos será necessário estar conectado ao mundo virtual. 

Para lhe ajudar neste desafio, selecionamos abaixo as principais estratégias de divulgação de vagas de emprego e recrutamento para 2021, considerando o cenário pandêmico e econômico que vivemos. Confira!    

Opte por entrevistas remotas

40%, esse foi o aumento no número de entrevistas on-line durante a pandemia, segundo uma pesquisa de uma starturp de tecnologia especializada na área de RH, a Revelo. 

De acordo com a Weseek, 48% das empresas que adotaram esse modelo de entrevista admitem que irão mantê-lo ao fim da pandemia. 

Isto quer dizer que a entrevista remota é uma das principais estratégias para evitar deslocamentos e aglomerações na própria empresa. 

Opte, pós-divulgação das vagas de emprego e seleção dos candidatos, por utilizar plataformas remotas como Zoom, Skype e até o próprio WhatsApp para contatar os candidatos. 

Valorize a experiência do candidato

Muito se fala que a experiência é que rege todo o resto. É como aquele velho ditado de que “a primeira impressão é a que fica”. 

Neste sentido, valorizar o caminho que os candidatos terão até a contratação poderá fazer toda a diferença na atração de talentos durante a pandemia. Isso quer dizer que o caminho da contratação precisa ser bom e efetivo, mesmo que a distância pela pandemia. 

Nesse caminho se incluem feedbacks constantes aos candidatos, boa experiência de navegação para envio do currículo e organização nos processos de agendamento de entrevista. 

Afinal, cerca de 62% dos candidatos que tiveram uma boa experiência num processo seletivo afirmam que mesmo que fossem reprovados voltariam a se inscrever para uma vaga no futuro, mostrou uma pesquisa da HR Thinking. 

Portanto, não deixe essa estratégia de lado, valorize a experiência dos candidatos, mantenha seu site atualizado e divulgue as vagas em sites especializados como Catho e Vagas. Facilitar a vida dos candidatos é o primeiro passo para contratar de forma assertiva. 

Aposte na Inteligência Artificial 

Com a pandemia, a tecnologia passou a ser ainda mais dominante na rotina das empresas. Falando de recrutamento, por exemplo, a inteligência artificial mais do que nunca passou de estratégia opcional para de extrema necessidade. 

Já falamos sobre os impactos da IA no mercado de trabalho em outro artigo, confira clicando aqui. Se com o distanciamento o famoso olho no olho precisa ser evitado, com a tecnologia as fronteiras foram quebradas. 

Hoje em poucos cliques uma empresa pode contatar e até mesmo contratar um profissional para trabalhar a distância, seja ele de outra cidade, estado ou país. 

E muito mais do que, as empresas conseguem otimizar o processo seletivo, desde a divulgação das vagas de emprego até a própria escolha do candidato. Com a IA, diversas plataformas de recrutamento contribuem para que a seleção foque no candidato “ideal”. 

Nisso a empresa consegue simplificar o processo seletivo. Uma vez que, irá delimitar características pessoais e profissionais para encontrar o profissional perfeito. A partir daí o sistema faz seu trabalho e seleciona as melhores opções, fazendo uma triagem automática. 

Em meio a pandemia, investir ainda mais nesse processo automatizado pode ajudar a selecionar os melhores candidatos, diminuindo o tempo e até mesmo o gasto com processos seletivos. 

Pois, via tecnologia é possível reduzir custos com armazenamento de currículos, já que tudo ficará na nuvem ou nas plataformas de seleção, e também com o processo em si, possibilitando as entrevistas remotas, como citamos anteriormente. 

Invista em mobile first 

Os processos seletivos e a divulgação das vagas de emprego se tornaram, em boa parte do tempo da pandemia, 100% digital. Seja no envio de currículo, escolha, entrevista e tudo mais. 

Com certeza muitos dos candidatos acessaram as vagas de emprego pelo celular, mas será que a experiência de muitos deles foi boa com seu site? 

Atualmente, não dá para abrir mão de um site responsivo, que tenha um layout adaptável do desktop para os dispositivos móveis. Dado que, no Brasil, são mais de 400 milhões de dispositivos ativos e em uso, revelou a 31ª Pesquisa Anual do FGVcia

Sabendo desse uso em tempo real desses equipamentos essa, então, é uma das estratégias essenciais para quem quer ser eficiente no recrutamento e seleção em 2021, ainda em meio a pandemia. 

Isso porque se o seu site não for otimizado neste sentido, com certeza você perderá possíveis talentos pela péssima navegação e visibilidade dos anúncios das vagas de emprego. 

Adapte-se à nova realidade, invista em tecnologia e aposte nesse novo universo para que possa bater de frente com seus concorrentes na atração de novos talentos.  

Avalie o mercado e conheça o perfil dos seus candidatos

O que um possível candidato mais deseja de uma empresa atualmente? Se você tiver a resposta para essa pergunta na ponta da língua já é meio caminho andado para aplicar uma estratégia eficaz de divulgação de vagas de emprego e contratação na pandemia. 

Um estudo da Global Talent Trends de 2018 citou três itens como os principais para que um profissional se interesse por uma vaga de emprego, são eles: flexibilidade no trabalho, preocupação da empresa com a saúde e bem-estar e a oferta de um trabalho significativo

Esse último item, trabalho significativo, quer dizer que o colaborador quer fazer algo que lhe ajude a crescer profissionalmente. Não só isso, ele quer se identificar com os valores e a cultura da empresa. 

Portanto, uma boa estratégia é avaliar o que os seus concorrentes vêm oferecendo aos candidatos na pandemia e o perfil dos profissionais que você busca. É um plano de saúde, flexibilização de horário, home office, participação nos lucros? 

Ser assertivo nessa divulgação das vagas de emprego e ofertar itens atrativos, principalmente nesse momento de pandemia, pode fazer toda a diferença na hora de atrair um talento para a organização. 

Qual o melhor formato de entrevista na pandemia?

A videoentrevista, sem dúvida, foi um sucesso ao longo da pandemia e tem sido um dos principais formatos para quem realizou processos seletivos em 2020. Uma pesquisa do site Vagas revelou que o uso da videoentrevista cresceu incríveis 2149%. 

Esse dado foi potencializado pela necessidade de adotar novas estratégias diante do isolamento social em função da Covid-19. O vídeo em si quebrou barreiras do distanciamento e permitiu maior acessibilidade para candidatos de diferentes locais. 

Sem contar que essa automatização gerou economia com processos seletivos e permitiu que as empresas evitassem processos burocráticos e mecânicos como normalmente acontecia. 

Sendo assim, o principal formato de entrevista a se destacar durante a pandemia são as entrevistas remotas ou videoentrevistas, que se utilizam de plataformas digitais como Zoom, WhatsApp e Skype.  

Contudo, existem outros meios que se tornaram comuns, como encontros mais reservados, longe da empresa, em restaurantes ou cafeterias. 

Podemos destacar também os processos seletivos que optam por testes de habilidades ou gamificação, onde os candidatos são colocados diante de desafios que simulam o dia a dia do trabalho e que ajudam o recrutador na avaliação do profissional. 

Não podemos nos esquecer das entrevistas por telefone, que foram muito utilizadas com o distanciamento social. Dinâmicas de grupo on-line também podem ser uma alternativa. 

Assim, podemos destacar então como os principais formatos de entrevista da pandemia: 

  • entrevista remota;
  • entrevista em um restaurante ou cafeteria; 
  • entrevista por telefone;
  • dinâmicas de grupo on-line;
  • gamificação e testes de habilidade.

Como aproveitar a diversidade nas contratações?

A diversidade tem um impacto extremamente positivo nas empresas. 

Isso é o que aponta uma pesquisa da McKinsey & Company, que mostrou que as chances de um alto rendimento crescem 35% em setores com diversidade racial e étnica e 15% em áreas com diversidade de gênero. 

Isto é, independente do momento, seja com pandemia ou não, apostar na inclusão e diversidade na divulgação de vagas de emprego e contratações pode fazer toda a diferença na boa imagem da empresa diante dos clientes e dos candidatos em si. 

Sem contar, que como vimos acima, efetivamente está comprovado que há uma evolução na produtividade e consequentemente nos resultados em empresas que possuem uma força de trabalho em que há diversidade. 

2021: o ano da tecnologia nos processos seletivos

O ano de 2021 surge não só com a esperança de que a vacina contra a Covid-19 chegue para toda a população, mas é um período em que as empresas devem firmar de vez uma parceria efetiva com a tecnologia. 

Como vimos ao longo desse artigo, uma nova realidade virtual se instalou em 2020 nas empresas, que precisaram se adaptar em suas rotinas, como na divulgação de vagas de emprego e no processo seletivo como um todo. 

O distanciamento obrigatório forçou um ambiente 100% digital, mas não menos efetivo para quem o abraçou vislumbrando o futuro. Considerando o cenário econômico e pandêmico atual, só resta às empresas aplicar estratégias para que não fiquem para trás no mercado

Atender às novas demandas de contratações, colocando o mundo digital como prioridade, não é mais uma opção, mas uma necessidade. 

É difícil para muitas organizações conseguir passar pela pandemia imune, no entanto, é possível encará-la de frente e se manter de pé mesmo em meio às dificuldades. Adotando estratégias que contribuam para que os processos que mantém a empresa não sejam deixados de lado, como os de divulgação de vagas de emprego e de seleção. 

 

Gostou do nosso artigo? Então, compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a nossas dicas de RH e recrutamento em meio a pandemia. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar